10ºA / Emídio Navarro /2001-02

Quando recordo o meu ano de estágio, como professor de Matemática, na Escola Sec. Emídio Navarro, fico sempre com um sorriso nos lábios. Recordo-me do primeiro dia, ao entrar pelo portão da escola, o caminho ser-me barrado por um contínuo, pensando que eu era um aluno. Foi, de facto, um ano marcante, inesquecível, em que tive experiências muito gratificantes e enriquecedoras mas onde também, pela primeira vez, me confrontei com medos, incertezas, dificuldades e dilemas que até então eram-me totalmente desconhecidos.

Vem isto a propósito porque, recentemente, tenho tido oportunidade de falar com alguns dos meus alunos de então. Foram alunos extraordinários. Tenho para mim que só daqui a muitos anos terei uma turma tão boa como aquela. Não sei se fui bom professor ou não. Eles o dirão. Mas, não deixa de ser engraçado e recompensador revê-los. Apesar de nem sempre me conseguirem tratar por tu a diferença deles para mim é, hoje, nula. Deixaram de ser alunos, para se tornarem amigos, colegas, o que quiserem. Agora, quase todos, estão na universidade o que me deixa com um enorme orgulho. Afinal, por pequena que fosse, também fiz parte da sua formação, como alunos e, espero, como pessoas.

Sem comentários: