Diário de um professor IV

Hoje, ser professor é muito mais do que transmitir matéria. Porém, muitos professores só pensam na tranquilidade para dar as suas aulas. Parece que todos temem as crianças e as suas turbulências próprias da idade. Fazer-se temer, impor a distância, não se deixar levar pelos alunos. Mas ensinar só se reduz a isso? Receamos a tal ponto as crianças e as suas turbulências? É realmente a tranquilidade que nos leva a ensinar? Então é para isso que queremos ser professores? No fundo o que muitos deixam transparecer é o desejo de que as suas aulas sejam como há trinta anos atrás. Será que não dá para perceber que as crianças mudaram, que tudo mudou?

Sem comentários: