Carta de amor de uma aluna II

aqui publiquei uma carta de amor que recebi de uma aluna. Depois dessa carta tenho recebido muitas outras. Ao ritmo de uma por cada quinze dias. Sempre da mesma aluna, que, por acaso, já deixou de ser. Tenho sido indiferente a tudo isto e já transmiti à colega, que serve de correio, para dizer à aluna em questão que pare de mandar cartas, porque, além de isso já me andar a incomodar, eu nunca irei responder ou dar importância. Numa espécie de resposta a este meu pedido, recebi mais uma carta esta semana, a qual reproduzo aqui, palavra por palavra:

“ João Narciso em primeiro de tudo desejo-te um bom carnaval 2005. João eu já te escrevi muitas cartas, e tu já deves estar farto delas, mas eu só vou deixar de te escrever quando tu mandares-me um foto seu. Eu prometo que não te vou escrever mais, mas se tu não me mandares até dia 11 deste mês, eu não vou parar e se tu não me mandares é porque gostas das minhas cartas. Eu desejaria de ter mais do que um foto seu mas isto é impossível porque tu nunca irias querer nada comigo, por isso peço-te um foto como um amiga. Está muito difícil te esquecer tirar do meu coração, os meus olhos dá para ver. Para ti um beijo bem grande.”

E esta hein?

Sem comentários: